sábado, 18 de junho de 2011
Quando você perde algo tem duas escolhas: Ou ficar se lamentando ou se reinventar...Um anjo de verdade sempre se reinventa!

Eu acredito em “anjas” e porque acredito elas existem!


Um anjo, sim era um anjo, olhos claros pele branca e rosada só faltava mesmo os cabelos cacheados, com asas lindas, asas brancas e grandes com a qual ela podia voar e ser livre, e amar e sorrir...
Mais não tinha somente a luz e a bondade de um anjo, também cometia por vezes alguns pecados capitais como vaidade, luxuria, preguiça, esse era seu lado humano, podemos dizer que era um anjo terrestre que ao mesmo tempo nos enaltece com sua imponência e beleza, nos aconchegava com seu olhar carinhoso, sua personalidade marcante e cativante.
E algumas vezes nem sabe como lhe dar com a vontade dos que querem estar por perto apenas para sentir a sua energia ou admirar sua beleza e os afasta sem querer.
Talvez ela não soubesse disso, mais sim ela era um anjo! Um anjo do céu, do mar, da terra e de tão intensa e imensa por vezes ela mal cabia dentro si, e a imensidão do céu lhe parecia tão pequena e limitada quanto seu quarto...Estrela, brilho de estrela ela tinha e isso não perdeu ainda, esta em sua essência e alma...
Um anjo lindo, anjo que é duro e sábios nas palavras mais pode lhe fazer sorrir tão fácil e com tanta leveza como as plumas que carrega em suas asas, tanta contradição e superação que um dia sem entender lhe cortaram as asas e ela que viva entre a razão de ser e a emoção do viver pensou que nada mais teria sentido senão não pudesse mais tirar seus pés do chão e sonhar e voar ainda que isso fosse somente desejo e sonhos, sonhos dos mais íntimos e fantasiosos mais eram seus sonhos e somente seus mais que por algum motivo tinham lhe levado e nenhuma das milhões de perguntas que ela fizesse a si mesmo teriam as respostas que buscava nem ontem, nem hoje e talvez nem no futuro, porque viver por muitas vezes ultrapassa qualquer compreensão do ser e existir, mais como todo anjo deixou sua luz renascer, superou a dor, a solidão, secou as lágrimas e juntou forças não se sabe de onde, e deixou que o anjo partisse para que surgisse uma fênix tão mais bela e tão mais imponente que o anjo, renasceu das suas dúvidas, perguntas, medos, coragem, dedicação e amor...A Fênix esta agora tão mais bela e forte do que o anjo terrestre que conheci e hoje ela quer alçar vôos maiores quer usar suas asas não mais somente para tirar seus pés do chão ou para abraçar e proteger aos que ama, mais suas asas agora servem como fonte de vida, para conhecer o mundo, voar sim bem alto não somente até o céu mais além disso, quer conhecer o mundo e as guerras que nele há, e quer vencer todas elas com um sorriso lindo e uma força nunca mais vista, uma força invisível que eu por mais que tente saber de onde veio ou vêem não consigo sequer entender o começo da vontade que a Fênix tem de viver, e digo VIVER e não sobreviver, viver contemplando o ar, o sol, a chuva, o que é chato é o que e legal, o que é bonito e o que lhe parece feio, viver se permitindo cada segundo de uma forma especial e intensa, agora tudo que faz parte de sua vida é de uma intensidade gigantesca, sim se tem uma coisa que lhe tomou conta foi à intensidade, seja nos gestos, palavras, ações ou sentimentos.
Viver, viver, viver, luz da vida foi talvez à única coisa que tenha restado do anjo que ali viveu por anos, e agora a fênix que já tem suas asas tão grandes quanto às do anjo já pode ir voar pelo mundo e ir se aventurar na alegria que é viver, mesmo que seja sozinha sei que conseguirá ser feliz, embora eu sempre deseje estar por perto para segurar sua mão.

“Ela acreditava em anjo e, porque acreditava, eles existiam!” (Clarice Lispector)


0 comentários:

Sonhos Realizados

Sonhadores

Encontre- me!

Fan Page

Autora

Minha foto
Itajaí, Santa Catarina, Brazil
Porque escrever me leva e me eleva! Cura qualquer ferida e faz com que eu leia e decifre alma de alguém em algum lugar do universo!
Tecnologia do Blogger.

Minhas Inspirações

Postagens populares

Amores