quinta-feira, 30 de maio de 2013
Li ontem em um artigo da revista Seleções a história de Derek K.Miller, ele teve câncer e fez um blog http://www.penmachine.com para relatar sua experiência, e em algum momento da entrevista ele disse mais ou menos isso: EU NÃO SOU CORAJOSO, corajosa é minha família que cuida de mim, que mesmo apesar de toda minha instabilidade, medo e mau humor continuam ao meu lado, sorrindo e me apoiando, eu somente faço o que é da natureza humana, me trato de uma doença e olha faço isso com um baita medo todo dia.

Pois bem ai me veio à cabeça até onde agimos por coragem ou por medo?



Até onde agimos realmente com coragem? Por exemplo, quando largamos um emprego que não gostamos mais, ou trocamos de namorado como quem troca de roupa, quando nos afastamos de alguém que nos magoa, quando substituímos facilmente as pessoas como se elas fossem objetos,quando temos uma doença e não queremos ir ao médico, estamos agindo dessa forma realmente por coragem de querer algo melhor ou simplesmente por comodidade e puro egoísmo pensando somente no nosso bem estar momentâneo?
O medo de enfrentar os problemas de frente, acaba nos remetendo a sermos extremamentes acomodados, pois é mais fácil jogar fora o que quebrou do que tentar consertar.
Sim, acredito que tudo tenha um limite, tudo o que é demais não faz bem, porém qual será o verdadeiro limite entre coragem e a comodidade?
Será que quando desistimos de algo muito fácil, quando substituímos pessoas tão rapidamente que a impressão que damos é que essa pessoa nunca amou ninguém de verdade, será realmente que isso não é medo?Medo de se entregar verdadeiramente, medo de admitir que você precisa do outro para ser feliz, medo de encarar os problemas de verdade e assumir de fato todas as consequências verdadeiras que qualquer escolha causa em nossas vidas?
Sempre que você faz uma escolha é inevitável abrir mão de outra, é isso infelizmente não podemos mudar, porém como pesar qual “coisa” vale mais a pena? Como desvendar os olhos e poder parar de olhar somente para o seu próprio umbigo e perceber que suas ações atingem e afetam as pessoas a sua volta? Tentar se passar pela mulher maravilha ou super-homem sempre para dar desculpas pelas suas falhas não faz com que a magoa ou descaso que você teve com o próximo te redima dessa culpa ou diminua a dor que causou no próximo.
Ai você pode me dizer, mas se eu não tentar algo nunca vou saber se deu certo, se me fará bem ou mal, sim concordo, porém tentar é uma coisa, mas deixar que sua privacidade seja invadida e se omitir da sua própria vida por algo ou alguém é extremamente diferente.
Eu imagino que tudo que vem fácil, vai fácil, porém também acho que quem muito abaixa mostra bunda, então o segredo é achar o meio termo, e eu diria que talvez o meio termo seja mais menos assim: O emprego ficou chato, converse, tente entender o que mudou e tente melhorar, alguém te magoou converse, dê uma, duas, três novas chances e veja se muda algo te faz mal? Vá resolva, crie CORAGEM deixe doer até o final, tem um relacionamento mal resolvido? Não entre em outro até resolver seu passado, pois tudo que você estará fazendo é tapar o sol com a peneira e perceba que você se preocupar com alguém é muito diferente de se PRÉ-OCUPAR , quando você se preocupa tem carinho, estima e não muda só porque esta com alguém ou esquece-se das suas promessas só porque está muito ocupado, quando você acha que a pessoa serve para você quando você esta sozinha, quando precisa de um favor ou quando você não tem nada melhor pra você fazer, isso é se PRÉ-OCUPAR, e na verdade é isso que a maioria das pessoas fazem hoje em dia, algumas pessoas não são assim, mas por influência e por terem ficado egoístas ao longo da vida só olham pro seu próprio umbigo algumas vezes, geralmente quando estão felizes e tudo é novidade, e mesmo sem perceber na maioria das vezes causam nas pessoas a dor de se sentir usada.



Então não é porque você tem medo que não deve fazer algo, sentir medo não é covardia, ter coragem não quer dizer sempre recomeçar e comodidade jamais trará a solução para seus problemas.

E sim, RECOMEÇAR ás vezes é preciso, a transformação e mutação é o que nos fazer evoluir como pessoas e muitas vezes é o que nos faz andar pra frente e conquistar nossas vitórias, mas, por favor, quando for recomeçar que seja de peito aberto e cara limpa , não me venha com comodidades!

domingo, 26 de maio de 2013
Não se intimide com o seu silêncio e nem pense que ela ainda é aquela menina de sapatilhas rosa e surradas que andava na ponta dos pés e sonhava em tocar o céu!
Se quiseres mesmo saber quem ela é, olhe no fundo dos seus olhos e poderás ouvir as batidas frenéticas do seu coração e todo o barulho que ela é capaz de produzir, se queres saber o que ela pensa, leia a expressão do seu rosto e os gestos das suas mãos e aprenda com ela que para se IMPOR não é preciso se EXPOR.
Porque quando ela realmente fizer silêncio, o barulho se fará dentro de você.
E mesmo que o mundo tenha feito com que ela tivesse que trocar as sapatilhas rosa e surradas pelo salto alto, dentro dela, ela sempre será a linda e pequena bailarina que sonha em tocar o céu!


Seu silêncio é a maior prova de que você me permite ouvir seus barulhos!

E desejo ouvir seus barulhos por muitos anos ainda.
sábado, 18 de maio de 2013

Hora de por a cabeça no lugar, e não estou dizendo em cima do pescoço!
Hora de dar um passo de cada vez e respirar fundo umas mil vezes!
Hora de entender que existem etapas da nossa vida em que você tem que se obrigar a andar para frente literalmente ou se perguntar até quando você vai ficar sentada com a cabeça fora do lugar somente pensando em como poderia ser.
De agora em diante vamos saber como vai ser! Levante, lute, arrisque-se, livre-se de tudo aquilo que te faz sentir pela metade, de tudo aquilo que você gosta mais ou menos, livre-se de um emprego mais ou menos, de um amigo falso, de roupas velhas, sapatos sem saltos, de opiniões que não lhe dizem respeito, de sugestões que não te acrescentam em nada, de CDs arranhados e batons que borram.
Tire definitivamente as pedras do seu caminho e carregue-as para bem longe, mais carregue você mesma e sozinha, para sentir o peso que cada uma delas tem na sua vida e principalmente para que você sinta o verdadeiro alívio ao soltar ela.
E as pedras que  te forem úteis, guarde-as para que com elas você possa construir um novo caminho .
Porém faça isso de verdade, de coração aberto e com plena certeza que estais fazendo a coisa certa, pois não há nada mais triste e inútil que viver somente de planejamentos e pensando sempre em como poderia ser, pare de viver com expectativas á longo prazo, pois somente quando você tentar de verdade vai saber exatamente o que te deixa vazio, o que te completa e o que te transborda!



Na vida tem coisas que quebram e podemos consertar, mesmo que não fiquem como antes  ainda podemos cultivar, outras que devemos literalmente cortar e tem aquelas que são especiais e que embrulhamos e guardamos para sempre dentro do nosso coração!
E você já sabe o que deve ser PEDRA, o que deve ser PAPEL e o que  deve ser  TESOURA na sua vida?

sábado, 11 de maio de 2013

Quando te vi partir chorei!
Hoje o que me causaria as lágrimas seria sua chegada.


Mesmo que sempre caiba um pouco de você dentro de mim  e eu não ache que vai ter fim...
O que eu mais DESEJO HOJE  E SEMPRE é permanecer com o ponto final!




Pois é mais uma vez eu quase caio na sua lábia... já  dizia a música tem gente que não sabe amar, essa é uma grande verdade...eu diria mais tem gente que machuca, brinca, e repudia em cima dos sentimentos dos outros e não sei se por diversão ou vaidade.
Difícil imaginar porque damos chance e ainda acreditamos em algumas pessoas e nas suas intenções, talvez por pureza, amor, comodidade, crença no ser humano, educação, prazer, ilusão, desejo, vontade que se mude uma história ou apenas esperança de viver dias que se sonharam por toda uma vida.
Um amor que você arranca de dentro de você a cada dia, mas a raiz não morre jamais, e uma gota de lágrima faz com que ele cresça e renasça das cinzas com a força de uma semente recém-plantada e regada pela chuva e aquecida pelo sol, como uma fotossíntese sem fim.
Por mais que suas atitudes não sejam as mesmas que antes, por mais que você só balance e não caia, por menos expectativas que se crie e por mais distante que esteja sua crença na mudança, ainda assim quando você se doe um milésimo que seja para ouvir, responder, sentir, acreditar e perceber que nada passou de um jogo cheio de cinismo e cobiça, ainda assim dói e dói mais, porque o que dói não é só a dor do amor, ou  o fato de você se sentir uma idiota, dói pelo fato de se perceber que na verdade ainda tem alguma coisa viva no meio de todas as almas , que tem forma, cor, cheiro, barulhos, desejos e silêncios que causam a maior bagunça.
E ao som de Cazuza eu digo o tempo não para e mesmo cheia de arranhões eu vou sobrevivendo aos fatos e a cada arranhão, e é exatamente isso me dá a certeza que minha decisão foi correta, que meu caminho será o mais feliz, minha consciência a mais tranquila e que no fim das contas por mais que eu tenha amado sozinha enquanto durou eu amei o suficiente, pois pelo menos quando eu me for dessa vida eu posso falar que eu tenho o dom de amar, valorizar, respeitar e ser quem eu sou tudo isso com verdade, pureza e bondade, o que infelizmente não é o caso de todo mundo.



Siga em frente, siga para trás, siga para os lados, mas, por favor, quando te der vontade de esbarrar em mim desvie o caminho.
segunda-feira, 6 de maio de 2013
Esse texto diz exatamente o que eu sempre quis falar e nunca tive coragem, e como todo novo começo requer coragem, resolvi começar ele no lugar que mais gosto de estar, no meu blog e na ótima companhia de Tati B.





Eu duvido. Duvido que você não chame meu nome quando você sente falta de alguém, duvido que não sinta falta do meu carinho sempre tão sincero, falta de me contar como foi seu dia, as histórias da sua vida que sempre foram pra mim melhor do que qualquer novela. Duvido que você não me procure nas biscates que você pega por aí, sempre tão vazias. Vazias igual a sua liberdade idiota que nunca te serviu pra porra nenhuma. Talvez esse seja o nosso problema, eu sou completa demais pra sua vidinha mais ou menos. Eu sinto, eu penso, eu falo, eu te conheço, isso te assusta né? “Tô invadindo seu espaço? Desculpa.” Essa fui eu, durante todo esse tempo, me desculpando por que mesmo? Me diminui pra você ficar maior, pra você não me perceber entrando na sua vida. Se você pudesse sentir o quanto isso dói você quem iria se desculpar. Eu queria ligar pra você, e te falar sem pausas tudo que eu ensaio toda vez que você me magoa, mas nunca digo pra não te magoar, afinal você não me faz mal por mal, e talvez esse seja o pior mal que se possa fazer a alguém, tão natural. Bobagem, como se algum ensaio no mundo fosse me deixar firme depois do seu ‘alô’. Então é isso, tô te escrevendo. Sempre fui mais segura com as palavras. Tô te escrevendo pra talvez um dia te enviar, mas to escrevendo. E não é sobre você dessa vez, é sobre mim. Sobre o quanto eu sou boa, igual a mim tá difícil meu bem. Sobre como eu não preciso usar cinco centímetros de saia e um decote no umbigo pra ser mulher; Sobre como, ainda assim, só eu sei fazer de você um homem. Sobre muitas coisas, mas principalmente, sobre quantos homens eu poderia estar saindo nesse exato minuto. Não é com você, é comigo sabe? Por exemplo, eu te idealizo nesse momento como o melhor, não que você seja. Acho legal você brincar com a sorte, mas se eu fosse você não teria tanta certeza da minha posse assim. Talvez ninguém tenha te avisado ainda, então desculpa se eu vou te dar essa notícia sem te preparar antes, mas a porra do mundo não gira em torno do seu umbigo. Ficou chocado? Acontece. Só queria te dar um conselho, em nome da nossa amizade e meu carinho por você, tira uma mão da liberdade e segura um terço. Fica assim, agarrado nas duas coisas sabe? E reza, reza muito pra não aparecer ninguém que mexa comigo enquanto você fica brincando de não saber o que quer. Porque eu sou amor, e ainda que não seja o seu, essa é a minha essência. E você não deve acreditar muito nessa ideia, pelas tantas vezes que eu quase fui, mas um dia eu vou, sempre foi assim. Mas deixa eu te contar um segredo: se eu for, eu não volto.
Tati Bernardi 

E dessa vez eu fui e para sempre, sem volta, sem recomeço, sem começo, sem meio , agora é somente o FIM.
sábado, 4 de maio de 2013

Quando algo que se deseja muito acontece e você não sabe o que fazer, como agir, como querer ou como não querer. 


Contemplar com seus olhos a mais linda visão que você já viu na vida, poder ver que o amor não morreu, talvez não seja como antes, não tenha o mesmo propósito, porém ele esta ali , sua essência entre as mazelas do mundo não mudou ,esta ali intacto desde seus olhos se cruzaram sobre o brilho da lua cheia pela primeira vez.
Sentir uma mistura de emoções e sentimentos, perceber como o tempo é grandioso e perfeito, que ele pode lhe tirar as dores, mas jamais as cicatrizes e então você consegue realmente entender o porque cada uma delas esta ali presente e que você deve usar isso para lembrar que sim você consegue superar e aprender, porque é exatamente isso que temos que levar da vida o aprendizado, amadurecimento e a coragem.
Sim a coragem é o que nos faz conseguir seguir em frente verdadeiramente, sinto orgulho de saber que fiz parte disso de algum modo.
Hoje percebo nitidamente que podemos talvez recomeçar , desistir, tentar, esperar, colocar as coisas no lugar, porém jamais vamos poder partir de onde paramos e jamais conseguiremos esquecer.
Agora eu descobri que existem coisas na nossa vida que a única maneira de se ter fim é recomeçando...recomeçando de outra forma, talvez até com outro sentimento, outra visão outros projetos.


Mas diante de todos os sentimentos, dúvidas e medos, podemos sempre dizer que um juramento não quebramos - Além do Infinito!



Sonhos Realizados

Sonhadores

Encontre- me!

Fan Page

Autora

Minha foto
Itajaí, Santa Catarina, Brazil
Porque escrever me leva e me eleva! Cura qualquer ferida e faz com que eu leia e decifre alma de alguém em algum lugar do universo!
Tecnologia do Blogger.

Minhas Inspirações

Postagens populares

Amores