sexta-feira, 29 de agosto de 2014


Às vezes amar não basta!


Precisamos muito mais do que amor para estar de fato com alguém além do coração, querer a presença e estar presente requer muito mais do que amor e saudade, para se fazer querer que alguém queira a sua presença e queira estar presente necessita-se de aceitação, aceitar o outro em todas as suas formas, gostos, cores, desejos, vontades, preferências, tristezas, alegrias e principalmente em suas ausências.


Uma amiga esses dias me perguntou: Porque você não me aceita como sou, se eu te aceito como você é? E hoje me lembrei muito desta frase e consegui entender que além de amor precisamos da aceitação e compreensão do próximo para que possamos desejar estar perto deles.

PS: Falei que entendi, mas não que aceitei! (Ainda)


,
Eu preciso de presença para matar a saudade, nem todos são assim, mas talvez uma grande maioria, ou diria melhor nem todos assumem isso, porém o que de fato fazemos para trazer para perto quem amamos e sentimos saudades? Cobranças, nós sentimos acuados e queremos que de alguma forma, e mesmo que de forma inconsciente acabamos por ofender ou fazer com que essa pessoa se sinta para baixo, e achamos que desta forma ela irá te procurar porque vai estar triste e se sentindo rejeitada... Porém é isso que você deseja realmente para as pessoas que ama? È assim realmente que você quer matar a saudade de uma pessoa que você ama?

Acredito que não!



Por vezes a falta desta aceitação não quer dizer que você ame mais ou menos, mas perdemos a vontade de conviver, de estar próximos, aprendemos a conviver com a saudade e aprendemos que para amar não se precisa estar perto, aprendemos que às vezes a presença e o contato doem muito mais que a distância, porque perdemos a mão da dose exata entre o prazer de aceitar o outro com tudo que ele tem e da sua forma de ser e quando percebemos tudo virou uma enorme disputa entre quem é melhor e quem sempre tem razão e esquecemos-nos do mais importante quando se trata de AMOR, que ele simplesmente desconhece a razão.


 A vida requer um olhar muito mais detalhado para o próximo do que para nos mesmos, espiritualizar-se, doutrinar-se, doar-se, ajudar o próximo, ser mais paciente, respirar fundo muito mais vezes, ser mais tolerante às vezes não basta para que realmente possamos aceitar o outro de "verdade verdadeira", de se por no lugar do outro, isso é difícil e isso requer muita pratica, mas a verdade é que quem sabe a verdade da sua vida, suas alegrias, tristezas, sonhos, desejo e até aonde vai a sua fé é você mesmo, ninguém pode imaginar como você se sente de fato, porque somos diferentes e ponto final, podemos somente aceitar! 
Respeito o limite do outro é simples! O seu limite acaba onde começa o do outro!


Porém o dia em que EU e vocês conseguirmos aceitar que as relações não devem ser uma disputa de quem dá ou recebe mais ou menos, conseguiremos talvez entender que devemos realmente deixar tudo que amamos livre, pois assim se voltar será verdadeiro, e o mais importante sinta-se livre também para ir e vir, pois fazer algo em que você vai se sentir aprisionado jamais deixará você feliz com você mesma e muito menos para o próximo.

Eu senti que nossas mãos e nossos passos não podiam mais se entrelaçar então eu vi você partir para longe de mim e resolvi não apressar meus passos para te alcançar e foi ai que eu percebi o quanto desacorrentar o próximo era a única coisa que me mantinha presa.




Se você não consegue ser feliz sozinho, acredite você não conseguirá ser feliz com ninguém.


segunda-feira, 25 de agosto de 2014
Eu ando pelas ruas e ouço buzinas de carros, pessoas falando, adolescentes gritando, músicas altas, o pipoqueiro gritando, o sino da igreja tocando, cães latindo, carros com som exageradamente altos, o vento batendo nas árvores, os celulares tocando e as pessoas falando aceleradamente juntas em seus aparelhos, velhinhos se encontrando no ponto de ônibus e tagarelando felizes sem parar, escuto o apito do guarda de trânsito, a mãe gritando para a criança esperar, a criança chorando, os músicos que tocam de forma desordenados na praça....mas o que ouço durante todo o dia é silêncio!


Porque o que faz barulho de verdade é  o que sinto dentro do meu coração! 
Barulho Sem Som....Mas cheio de notas, tons e harmonias! 
Barulho Sem Som....Mas de ensurdecer a alma! 
Aqui dentro o tumtumtum bate absurdamente acelerado, cheios de ecos e estouros ensurdecedores e ainda não sei como calá-los.
Porque todo o resto é SILÊNCIO!


sexta-feira, 22 de agosto de 2014
Oi meus lindos e amados leitores, o sorteio que prometi para vocês lá no Facebook já esta ativo!


Corram lá e participem!


Entre no link abaixo e clique em participar!

DEPOIS

Curtir a página no facebook -https://www.facebook.com/sobreotemposonhoseoamor ;
Compartilhar a foto do sorteio na sua página publicamente para que eu possa ver;

E BOA SORTE!
terça-feira, 19 de agosto de 2014
Aos tapas na cara que levamos da vida, o que mais dói é o que você leva de si mesma.



Entender que tudo tem um ciclo e que todos os ciclos têm um fim é talvez umas das tarefas mais dolorosas que temos que aprender a passar durante nossa vida por aqui... A realidade das manias e rotinas que criamos para nos mesmos, a preguiça dos costumes e crenças que nos mesmos criamos em nosso mundo, se misturam arduamente com as imposições da sociedade e se entranham em nossos princípios e acabamos aprendendo a viver com o que achamos seguro, confortável e politicamente correto, deixando muitas vezes passar oportunidades que nos deixariam feliz, aprendemos a viver de modo morno, mais ou menos, de uma maneira cultural e em cima do muro porque foi assim que nos foi ensinado. Não aprendemos a arriscar nesta vida, aprendemos que tudo que fizemos temos que ter o pé no chão,  que voltar e pedir ajuda ou reconhecer um erro é fraqueza, aprendemos que se tentamos e nada acontecer como foi o planejado que isso se chama fracasso... Mas por favor, me digam que porra de mundo é esse que nos mesmos criamos? Que expectativas são essas que vamos criar para nossos filhos, netos?Por favor, me digam uma coisa, ou melhor, gritemmmm pausadamente para que possa ouvir tudo sem pontos, vírgulas, reticências e sem dúvidas EXISTE MAIOR FRACASSO DO QUE SER INFELIZ?OU DE VIVER A VIDA PELA METADE ESPERANDO ETERNAMENTE O MOMENTO CERTO? QUANDO E ESTE MOMENTO?

Hoje eu acredito que cada vez que nos sentirmos infelizes é a hora certa de jogar tudo para o alto e ser feliz de uma nova maneira!
E senão der certo? E se descobrirmos que éramos mais felizes antes? Volta e luta, jamais iríamos conhecer o amor senão soubéssemos o que é a dor e a saudade.

Deixamos que o medo tomasse conta dos nossos sonhos e com o passar do tempo este medo se entranha em nossa alma, em nossa essência e tudo que passamos a ter nessa vida são pesadelos e me diz quem consegue ser feliz com pesadelos todos os dias?


Arriscar é muito mais que falar, que escrever textos bonitos, que ser sincera, que ajudar o próximo, que dar um passo para frente e dez para trás, do que planejar, do que tomar um porre, beijar um estranho, assumir a culpa, roubar uma moeda do seu pai, sorrir pra o mendigo, abraçar uma criança, dizer eu te amo para seus pais, confessar suas fraquezas para seus amigos, declarar guerra ao inimigo, virar um copo de cerveja, fumar dez cigarros em 10 minutos, faltar 3 dias o trabalho porque esta de mal com a vida, falsificar a assinatura no boletim, chegar a casa as seis da manhã e dar de cara com seus pais na porta, assistir a um filme de terror no escuro e sozinho, pegar a roupa preferida da sua irmã emprestada e manchar, responder para a professora ou mandar todo mundo se ferrar e muito mais que ficar nas pontas dos pés na beira do abismo...
Arriscar-se é se jogar do abismo e pagar para ver o que tem lá dentro... é ver de fato se tudo que você precisa está mesmo lá embaixo...E eu te digo, SIM,  o que tem lá embaixo é exatamente o que você precisa... Enquanto você estava lá em cima gritando desesperadamente para alguém lhe escutasse e lhe falasse o que fazer a única coisa que ele lhe devolvia era a única forma de seres feliz de verdade, era o som da sua própria voz ecoando de volta e muito mais intensa aos seus ouvidos, porque ninguém absolutamente ninguém além de você mesma pode decidir o que lhe fará feliz de verdade.

Então vamos lá, junte as folhas secas,as flores despedaçadas, as cartas, seus diários, seu perfume preferido, seu litro de uísque, seus cigarros e caixa de fósforos... seu casaco quentinho,suas botas, solte seus cabelo, coloque uma música bem alta...tire todos os sentimentos ruins do seu coração, suas mágoas, medos, ódios, receios, tristezas, deixa ele bem livre porque vais precisar de bastante espaço para finalmente ser feliz...ser feliz de verdade....vamos lá chegue até a beira do abismo encha seu peito de ar , seus lábios de sorrisos , seus braços de espaços , suas pernas de segurança, levante lentamente as pontas dos seus pés, sinta o vento no seu rosto, o frio na barriga, o coração acelerar e pule.
E não importa o que acontecerá lá quando você chegar e nem importa se você não chegar, mas pelo menos alguma vez na vida terás feito algo por você sem a ajuda de ninguém e quando chegares lá entenderás porque existem de fato pessoas especiais e com a aura iluminada, pessoas leves e felizes.

Eu vou pular em breve e espero verdadeiramente poder te encontra lá embaixo para que juntos possamos alçar vôos cada vez maiores e finalmente eu possa sorrir com o coração e não com a boca!



quinta-feira, 7 de agosto de 2014


Se algum dia eu acreditar que conseguirás ser mais feliz sem me ter ao seu lado, sem meu corpo tocar o seu, sem meu sorriso olhando para os seus olhos, sem minhas mãos descobrindo eternamente os contornos e adornos do seu corpo, sem meus lábios procurando incessantemente como fazer para parar de beijar os teus e sentir o seu coração acelerar infinitamente de encontro ao meu peito enquanto meus cabelos negros se soltam involuntários sobre o seu rosto, neste dia eu vou entender o porquê eu resolvi partir.



Mas enquanto este dia não chegar eu entenderei porque a sua loucura é tão afável e porque a minha sanidade é completamente insana, entenderei que somos um encontro de almas onde corpos que se atraem e as almas de distraem.


E como eu suplico atenção, encontrei na sua distração uma maneira de fugir, e mesmo que ainda sentindo a vibração que nossos corpos causam no universo juntos, mesmo que te encontre e te olhe sem o brilho no olhar que tinhas quando me olhavas, ainda que eu te paralise quando seus olhos me vêem, ainda assim não irei te julgar por não termos ficados afetuosamente juntos na nossa insanidade...  Pois eu te entendo meu “Dream Catcher” que para quem aprende a viver com a minha presença jamais irá se acostumar a viver com a minha ausência.



Photo Nina Rodrigues

E quando você esbarrar com os meus sonhos por ai, por favor, os guarde com você e me devolva quando me encontrar em outra vida!



O calar é tão sábio e certeiro...porém na hora em que mais devemos praticar o silêncio é quando saem os maiores gritos de nossa boca e as mais venenosas palavras de nossa mente.


Praticar essa é a solução, existem coisas que infelizmente só conseguimos aprender pela dor e com a idade e mesmo assim ainda damos uma derrapada ás vezes.
Com a pratica algumas coisas conseguimos mudar e melhorar, porém o que está em nossa alma, impregnado na nossa essência apenas conseguimos domar por um período e é aí exatamente que esta a complicação maior...saber dosar!

Até onde de fato conseguimos dosar algo que sentimos? Como fazer para sentir e não transbordar?

Ainda não sei essa resposta... Só sei que geralmente quando transbordo eu causo terremotos horríveis!

Mas o que posso lhe dizer é que tudo tem seu tempo e este tempo não é o que desejamos ou planejamos, também posso afirmar que quando deixamos transbordar sentimentos geralmente o que sentimos não é uma sensação boa, pode vim um alivio mais ele vem misturado com um sentimento de fraqueza e egocentrismo, que eu particularmente não curto sentir.

Talvez o grande mistério de se viver feliz e leve seja aceitar os momentos e vive-los intensamente um pouco a cada segundo, quando deixamos para que seja intenso somente no final ou no começo corremos o risco de causar uma explosão meteórica de sentimentos confusos e euforia desmedida que acaba fazendo com o que talvez fosse mágico se torne um pesadelo.
As vezes devemos parar na vida, respirar fundo, descansar, ficar sozinhos, dormir mais do que pensar, esquecer os problemas e lembrar que acelerar só vai fazer com que você perca os detalhes do que a vida tem a lhe oferecer...e a vida é tão sabia e tão maravilhosa que quando não percebemos e ultrapassamos demasiadamente o momento de dar uma pausa, ela para você.

Respire fundo mais vezes, feche os olhos quando sentir vontade, sinta o vento e o sol em sua pele, saiba que para amar alguém você só precisa de um coração verdadeiro, nem sempre podemos estar perto das pessoas que amamos, as vezes só precisamos sentir saudade ou deixar saudade, e talvez será exatamente isso que fará toda a diferença.

Vamos lá relaxe agora, pare um pouco e respire fundo, quando foi a última vez que fez isso por você mesma?

Acredite em mim existem coisas na vida que a gente só ganha depois que perde! 






 

Sonhos Realizados

Sonhadores

Encontre- me!

Fan Page

Autora

Minha foto
Itajaí, Santa Catarina, Brazil
Porque escrever me leva e me eleva! Cura qualquer ferida e faz com que eu leia e decifre alma de alguém em algum lugar do universo!
Tecnologia do Blogger.

Minhas Inspirações

Postagens populares

Amores